Começa o treinamento de marcas para o Movimento MCM

O sábado (21) foi de treinamento de gestão e direito da Moda para as marcas selecionadas a participar do Movimento MCM. Reunidos na Faculdade Estácio de Sá, os participantes conversaram primeiro com o Diretor Criativo do evento, Aldo Clésius, que apresentou tendências de visual mechandising e idéias para deixar o visual do stand ou da loja com a identidade da marca.

Logo após, Patricia Mafilli, professora na área de negócios da moda, apresentou como ter uma melhor gestão de custos e formação de preço para uma marca. Entre as dicas, Patrícia alertou que quanto maior são os custos fixos, maior é cuidado com a gestão da marca. “É necessário estar atendo para ter um equilíbrio dos custos fixos e assim não ter nenhum prejuízo”.

Para finalizar, os participantes puderam esclarecer dúvidas de direito da moda com o advogado, especializado em entretenimento e arte, Stefano Falcão. O tema mais discutido foi o registro do MEI (Micro Empreendedor Individual), uma das formas de trabalhar legalmente com a empresa. Para se tornar um microempreendedor individual é necessário faturar até 60 mil reais ao ano, não ter participação com outra empresa como sócio ou titular e ter no máximo um empregado contratado que receba o salário-minimo ou o piso da categoria. “É importante conhecer estes limites para que o indivíduo não tenha nenhuma surpresa e seja desenquadrado da posição de microempreendedor.

O Movimento MCM acontece nos dias 2 e 3 de dezembro no Plug Minas.

Currículo dos palestrantes

Patrícia Mafilli: professora de negócios da moda, mestre em administração e doutoranda em Portugal em pesquisa de moda. Tradutora, empresária e sócia da marca de bolsas artesanais de luxo Charlote Lisboa.

Stefano Falcão: advogado, especializado em entretenimento e arte, sócio do escritório Drummond e Neumayr, membro da Comissão da OAB BH do Direito da Moda, Arte e Entretenimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *